Arquivo da Categoria: ENSAIOS

prestar ainda mais atenção

prestar ainda mais atenção Sei que as forças não são inesgotáveis, bem longe disso, a fraqueza indivisa entre mente-coração-estomago transparece como óbvia. Sei que os campeonatos se perdem quer pelas nossas falhas e desistências, quer sobretudo pela qualidade do adversário. … Continuar a ler

Publicado em por | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

Páscoa: Alma de Cristo Sem Anestesia?

Páscoa: Alma de Cristo Sem Anestesia?   III Tempo Pascal – Ano A / Lc 24,13-35: «Ficai connosco, Senhor, porque o dia está a terminar e vem caindo a noite». Jesus entrou e ficou com eles». Primeiro. Será que o … Continuar a ler

Publicado em por | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

caminhar na santidade – Mt 5, 38-48: Ano A, TC – VII (18-02-2017)

caminhar na santidade Evangelho – Mt 5, 38-48: Ano A, TC – VII (18-02-2017) Degrau a degrau a Santidade que nos vence e que convence… Primeiro degrau: 1. Lei da vingança: Nas primeiras páginas da Bíblia, encontramos vestígios da «lei … Continuar a ler

Publicado em por | Etiquetas , , | Publicar um comentário

A vida em equilíbrio?

A vida em equilíbrio? Pergunto-me o que é a Vida “equilibrada”? Corpo cansado. Alma cansada. Espírito cansado. Andamos cansados de nós mesmos. Não ter para onde fugir da Presença de Deus. Qual a atitude reparadora do equilíbrio vital? Caminhar pausadamente … Continuar a ler

Publicado em por | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário

Vida inabitual de sal e luz: In memoriam: Pe. Dr. Manuel Augusto da Silva Frade.

Vida inabitual de sal e luz In memoriam: Pe. Dr. Manuel Augusto da Silva Frade:(Padre na diocese de Coimbra: nasceu 1934; ordenado 1959; morreu 2017); Professor no ISET, minha saudade de Coimbra (1990-1996), no rosto dos Mestres. [1.] Queremos viver … Continuar a ler

Publicado em por | Etiquetas , , , , , , , | Publicar um comentário

As insuficiências

As insuficiências As insuficiências às vezes, com tendência irregular, mas em aumento progressivo, concentram-se no jogar à defesa e no levantar de «muros»; desperdiçar o tempo na procura das «pontes» necessárias. O viver de uniformidades mais do que da Unidade. … Continuar a ler

Publicado em por | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Sentir, Acreditar e Servir.

Sentir, Acreditar e Servir. O sentir – As forças não se renovam na necessidade sentida. O que sinto não é tudo o que vivo mas assume grande importância. Sentimentos arrefecem e aquecem no agir comunitário. Incapaz de congregar. Sentir a … Continuar a ler

Publicado em por | Etiquetas , , | Publicar um comentário