Arquivos Mensais: Junho 2012

Não foi Deus quem fez a morte!?

Não foi Deus quem fez a morte!?   Reflexões para Ano B – Dom XIII TC, Mc 5,21-43 (29-06-2012)   Jesus, diante do sofrimento (a vários níveis…) de uma mulher anónima, cercada pela multidão (que não permite acesso, mas cria … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Sobre a Intensidade (texto de Christos YANNARAS)

Sobre a Intensidade “Se te apaixonaste uma vez, saberás distinguir a vida daquilo que é sustento biológico e sentimentalismo; saberás distinguir a vida da sobrevivência. Saberás que a sobrevivência significa vida sem sentido nem sensibilidade, uma morte humilhante: comes o … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Os portugueses são imparáveis (mesmo sem ou apesar do futebol)

Hoje o dia acordou bem-disposto sente-se a «alta» da auto-estima… dias assim fazem falta, mas logo o telemóvel se agitou… foi o (1.)encontro com os amigos(as) de longa data; (2.) a reunião de coordenadores da Missão Jubilar; (3.) a carrinha … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

Ainda sobre o impacto do sentido comunitário

       De forma cada vez mais visível, e correndo o risco da generalização mais pessimista, verificamos que «tudo» na sociedade leva a separar, dissolver os laços de solidariedade e estimular as pessoas a buscar satisfações sozinhas – sem … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

O reino de Deus: na paciência e na mudança. Reflexões para o Ano B – Dom XI TC, Mc 4,26-34 (14-06-2012)

O reino de Deus: na paciência e na mudança. Reflexões para o Ano B – Dom XI TC, Mc 4,26-34 (14-06-2012)   «Jesus continuou dizendo: “O Reino de Deus é como um homem que espalha a semente na terra. Depois ele … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Publicar um comentário

«Por que razão nos deixa Deus sofrer?» – Livro de Karl RAHNER.

Por que razão nos deixa Deus sofrer? RAHNER, Karl, Porque razão nos deixa Deus sofrer?,   Editorial Franciscana, Braga, 2011, pp. 76.        Quem ouvir o título da obra pensará que nela encontrará a resposta – algo que … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Etiquetas | Publicar um comentário

Como definir o que somos? Reflexões para «Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo» (07-06-2012)

Como definir o que somos? (Reler e meditar: José Augusto Mourão) Reflexões para «Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo» (07-06-2012)   DISPOSIÇÃO 1. – “Carne e sangue, alimento e bebida são a metonímia do sujeito e do pão. A performance consiste, … Continuar a ler

Publicado em Não categorizado | Etiquetas | Publicar um comentário