santidade o como fazer(-se)

 

santidade o como fazer(-se)

 

«Ser santo não significa ter visões transcendentes ou o poder de operar milagres; é, antes de tudo a capacidade de viver a graça santificante, de nos lembrarmos de que trazemos o Cristo dentro de nós, e de que Deus nos carrega consigo. (…) Ser santo, por conseguinte, não constitui privilégio extraordinário. Como nos poderemos deixar dominar pela cólera, se o Deus da bondade está dentro de nós? Como poderemos ser ciumentos, se o Senhor está conosco? Como poderemos ser egoístas, se o Deus da misericórdia e do compartilhamento nos acompanha?

O mesmo se pode dizer do profetismo. Ser profeta não é atributo especial de poucos eleitos, pois o Espírito do Senhor está conosco, não apenas com este ou aquele, ou comigo, mas com todos nós!»

 

 

FONTE: CÂMARA, Dom Hélder, O Evangelho com Dom Hélder, Editora Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1993, pp.58-59. Caracteres (esp.incl.): 737.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Espiritualidade, Libertar a Teologia com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s