As insuficiências

As insuficiências

As insuficiências às vezes, com tendência irregular, mas em aumento progressivo, concentram-se no jogar à defesa e no levantar de «muros»; desperdiçar o tempo na procura das «pontes» necessárias. O viver de uniformidades mais do que da Unidade. Há que procurar o caminho comum em direção à Verdade.

Ser insuficiente a si mesmo.

As insuficiências por vezes, transparecem ou não nas incompreensões, acusar surdamente de infidelidade ou laxismo moral ou doutrinal. Viver nas fronteiras em proximidade com o diferente; não valorizar o positivo que há nos outros. Viver no centro que é mais “seguro”; e não viver na periferia.

Ser insuficiente para os outros.

As insuficiências muitas vezes, gritam pela promoção da Justiça que constitui uma exigência Absoluta. O serviço de um mundo mais justo, para com os que mais sofrem. Pesar e pisar os riscos. Só avançar tipo “caranguejo”: passos à frente e passos atrás. Continuar a avançar na escuridão com a luz do Salvador.

Ser insuficiente para o Dom da Salvação.

Pedro José, Gafanha do Carmo/Encarnação/Nazaré, 18-01-2017, caracteres (incl. esp) 998

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Ensaio Biográfico, ENSAIOS, Incontinências, Saúde e bem-estar com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s