O Natal na Generosidade Partilhada

O Natal na Generosidade Partilhada

No meu imaginário Conto de Natal “Um Mendigo Conhecido e Sempre Diferente” toca à campainha da minha casa; enquanto distendido anestesio ouvidos e olhos na TV sedutora… – como o extinto sinal sonoro da consagração eucarística… sou ferido de Vida e Morte – Pede-se Ajuda: Abre-se a custo humano, a Porta Comodista e leva-se dentro de si a melhor oferta (im)possível… O Mendigo sou «EU», que do lado de dentro, no conforto-desconforto, sinto a peregrinação a fazer-se pelos lugares carentes da santidade (a)normal. Dou-quase-tudo-e peço-sempre-mesmo-Tudo!? Natal feito de conversas no trabalho; estranhamente nos filmes do cinema; no teatro bíblico das profecias nos cânticos; do ensaio insistente do Auto de Reis; das catequeses familiares; das incontáveis confissões sacramentais (e não só). Natal seco no Suor e abundante na Graça. Quase merecimento!

Os pequenos “factos da solidariedade”, em Sementes, que devem continuar a desenvolver-se nas “vontades de dar a cana, ajudar a chegar ao rio, para poder pescar, sem poluição e com a aquisição de autonomia” (projecto/compromisso ideal). Os pequenos Grupos Paroquiais Caritas, em renovação, colaboraram na Caminhada de Advento/Natal: “Deus vem semear a Esperança”, para além da ajuda recebida do Banco Alimentar Contra a Fome (Aveiro), através dos ofertórios em bens realizados nas missas dominicais; obtiveram um generoso reforço em donativos: i) na paróquia da Gafanha do Carmo – recolheram aproximadamente 226 produtos distribuídos por farinha; arroz, enlatados (feijão e atum), óleo, azeite, açúcar, massa variada, etc. O grupo através dos voluntários apoia 10 famílias carenciadas (corresponde a 21 pessoas). ii) na paróquia da Gafanha da Encarnação – recolheram aproximadamente: 125 kilos de feijão; 100 Kilos de massas variadas; 100 Kilos de arroz; 35 garrafas de óleo/azeite, etc. O grupo através dos voluntários apoia 23 famílias carenciadas. iii) Na paróquia da Gafanha da Nazaré, não tenho os dados à mão, mas pela eficiente organização do Grupo Caritas, e com a mobilização paroquial, nos ofertórios das missas dominicais (matriz e lugares), registou-se também uma partilha extraordinária, sempre necessária para gerir o acompanhamento mensal das inúmeras famílias carenciadas. Sejamos todos agradecidos/merecedores dos frutos mais justos e transformadores, nas práticas coerentes e boas. – Quase proactivo!

Quero continuar a aprender a Rezar a Vida com “Todos os Postais de Natal” colocados/entregues, pessoalmente, de bicicleta ou a pé, pela Rede de Mensageiros, ágeis e solícitos, nas residências das Freguesias do Carmo e da Encarnação: “Senhor, / abençoa todas as famílias, / para que os nossos corações sejam misericordiosos, / sensíveis ao sofrimento do próximo, / e que a Tua Misericórdia, Senhor, repouse sobre nós. / É Natal! Hoje nasceu o Salvador. Alegremo-nos!” – Quase silencioso!

Pe. Pedro José, Gafanhas:Carmo/Encarnação/Nazaré, 24-12-2016, caracteres (incl. esp) 2857
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Mensagem, Paróquia Gafanha da Encarnação - Informações Paroquiais, Paróquia Gafanha do Carmo - Informações Paroquiais, Saúde e bem-estar com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s