Ama! (Sagrada Família)

Ama!

Reflexões: Ano C – Sagrada Família: Cfr. Lc 2, 41-52

“Porque Me procuráveis? Lc. 2, 49

Há coisas que nós ouvimos, mas enquanto não as vivemos ou experimentamos não as percebemos bem. Assim é dentro/fora da nossa Família de “Sangue” e da Família “Social”.

Hoje a realidade Família presente no texto do Evangelho faz uma «procura mútua». Jesus procurou de dentro da família para fora da família. A família José e Maria procuraram de fora, pois pensavam perdido o seu Filho, para dentro, com o Cuidado de o proteger ao máximo. Amor de todos os pais/mães experimentados pela Inesperada (ou não) Dor/Vazio.

Nesta procura aconteceu um primeiro momento de admiração mútua (pela positiva). A mesma dinâmica do “dentro e fora”: Jesus é admirado por “fora”, os doutores estavam “surpreendidos”. Seus pais trocando certamente olhares cúmplices ficaram “admirados” para “dentro” (Maria guardava no coração).

O segundo momento da procura aconteceu na aprendizagem mútua. Muito a reflectir nos mais pequenos detalhes quotidianos. O Amor aprende-se mutuamente e solidifica-se mutuamente. Pois só mutuamente se aprende a dar e receber.

Dizem-nos às vezes com cinismo, mas também com realismo a sentença: “Não há famílias perfeitas”. Até na ironia se esconde a verdade: “Todas as famílias felizes são imperfeitas”. Saberemos na primeira pessoa, quanto custa, com o nosso contexto familiar que nos gerou e gera, o modo de aprender o que nos implica a dolorosa «imperfeição» familiar.

Neste evangelho na Crise Familiar originada num comportamento desviante de Jesus Adolescente a entrar reconhecida e plenamente na idade adulta religiosa (cfr. Lei bar-mitsvá – Difusora Bíblica v.46). Queremos neste interagir familiar: descobrir a força da Fé que nos educa na perda e no encontro. Na imperfeição da nossa família haveremos de saber aprender as lições da Sagrada Família que no sofrimento (perda e encontro) soube caminhar na Fé ao serviço de todos. Seremos mais humanos, quando formos mais família assim!

Orações:

BENÇÃO DOS CASAIS EM JUBILEU:

Nós Vos louvamos e bendizemos, Deus, criador do universo, que no princípio do mundo formastes o homem e a mulher para constituírem uma comunidade de vida e de amor. Nós Vos damos graças, porque Vos dignastes abençoar X a união familiar dos vossos servos aqui presentes, para se tornarem imagem da união de Cristo com a sua Igreja.

Vós que os conservastes unidos pelo amor nas alegrias e trabalhos, olhai hoje para eles com bondade: renovai constantemente a sua aliança nupcial, aumentai o seu amor e fortalecei-os pelo vínculo da paz, para que gozem sempre da vossa bênção.

Por Nosso Senhor… R. Amen.

BENÇÃO DAS GRÁVIDAS

Senhor Deus, criador do género humano, cujo Filho, pelo poder do Espírito Santo, se dignou nascer da Virgem Maria, para redimir e salvar os homens, libertando-os da dívida do antigo pecado, abençoai X e escutai com bondade as preces destas vossas servas, que humildemente Vos suplicam pela saúde dos filhos que vão nascer, e concedei-lhes um parto feliz. Que os filhos destas mães, entrando pelo Batismo na comunidade cristã, venham a conhecer-Vos e a amar-Vos, Vos sirvam dedicadamente e alcancem a vida eterna.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo… R: Amen.

BENÇÃO DAS FAMÍLIAS

Nós Vos bendizemos, Senhor, que, na vossa infinita misericórdia, quisestes que o vosso Filho, feito homem, fizesse parte duma família humana, crescendo no ambiente da intimidade doméstica e conhecendo as suas preocupações e alegrias.

Humildemente Vos pedimos, Senhor: abençoai, X guardai e protegei estas famílias, para que, fortalecidas pela vossa graça, gozem de prosperidade, vivam na concórdia e, como Igrejas domésticas, sejam no mundo testemunhas da vossa glória.

Por Nosso Senhor… R. Amen.

P.S. Neste fim-de-semana, Sagrada Família de Jesus, Maria e José, a Diocese de Aveiro propõe, embebido no Evangelho, o desafio/atitude a viver através da Palavra-Chave: Ama! Queremos ativar o olhar de Natal sobre a Família Humana para que a Bênção de Deus renove todos os compromissos familiares porque serão mais humanos.

Pedro José, Gafanha Carmo/Encarnação/Nazaré, 26-12-2015, caracteres (incl. esp) 3967

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Espiritualidade, Mensagem, Organizações, Raizes, Saúde e bem-estar com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s