In Memoriam: P. Martinho Joaquim de Castro e Silva (11.11.1934 – 24.10.2015).

P. Martinho Joaquim de Castro e Silva

11.11.1934 – 24.10.2015

(Brevíssima nota pessoal: Mais um padre da SMBN que conheci e falei, várias e importantes vezes, por “e-mail” e “telefone” – e penso que falei com ele, no máximo, duas a três vezes, pessoalmente: rosto a rosto – a sua Delicadeza e/ou Cordialidade no trato e para além dele; como já não é usual… um Impacto Relacional: na presença mínima que transforma(va) qualquer relacionamento. Resolveu-me alguns problemas de secretaria administrativa (e não só) no tempo de trabalho missionário de forma eficiente e evangélica . Infelizmente, não me foi possível estar no funeral. Pe. Pedro José, 28-10-2015)

“O P. Martinho nasceu em Vilar de Andorinho, Vila Nova de Gaia, Diocese do Porto. Era filho de António Gomes da Silva Júnior e Genoveva da Conceição Castro. Entrou no Seminário de Tomar em 1945 e fez o juramento missionário em Cucujães em 1955. Também em Cucujães, foi ordenado padre no dia 23.5.1959. No ano seguinte, foi enviado para Moçambique, Diocese de Pemba (Porto Amélia). Foi um dos colaboradores do primeiro Bispo daquela diocese, D. José Garcia, na qualidade de secretário da Diocese e formador no Seminário Menor do Mariri, no Seminário Maior de Pemba e na Escola de Professores do Chiúre.

Em 1969, foi chamado para a Diocese de Nampula (Arquidiocese desde 1984), onde trabalhou na Secretaria da Sociedade Missionária até 1975. Voltou a Portugal com problemas de coluna, que levaram tempo a ser identificados, e foi ficando na casa de Lisboa. Foi secretário da revista Boa Nova, arquivista, procurador das Missões em tempos difíceis de guerra e secretário do Superior Geral. Em 1992, foi nomeado Secretário Geral e encarregado da contabilidade da SMBN.

Depois de ter sido operado às coronárias, vivia com insuficiência cardíaca, sob apertada vigilância médica e com muito sofrimento. Mais tarde, recebeu um pacemaker, o que lhe deu alguma tranquilidade.

Era pessoa de carácter forte e muito recto, trabalhador incansável, organizado, dedicado às suas obrigações e aos amigos, com uma fé a toda a prova.

Nos últimos 40 anos, o P. Martinho foi um pilar firme da SMBN. Sucederam-se superiores gerais e ecónomos, mas o secretário permanecia e garantia a organização da secretaria e da contabilidade. Durante as guerras civis de Angola e Moçambique, correu Lisboa à procura do mais urgente para enviar aos missionários que passavam necessidades. Acolhia bem, tanto os que vinham descansar, como aqueles que vinham tratar da saúde. Ao aniversariante nunca faltava a carta ou a mensagem do P. Martinho, em nome do Superior Geral. Era amigo fiel, mesmo para aqueles de quem discordava abertamente. Por isso a todos servia com zelo e prontidão.

Era um homem de fé, oração e intensa relação pessoal com Deus. Na tribulação, recorria a duas mães: mãe Genoveva e mãe Maria. Nelas confiava cegamente e muitas vezes sentiu a sua protecção.

No dia 24 de outubro de 2015, na nossa casa de Lisboa, tomou o pequeno-almoço e sentiu-se mal. Foi atendido pelo INEM, mas já não puderam reanimá-lo para este mundo. Às 10:30h, foi reconhecido o seu falecimento. Deus o levou para si no momento menos esperado. Deus o tenha. Como diz o P. Francisco Mayor Sequeira, que a partida do P. Martinho, neste 83º ano da ereção canónica da Sociedade, seja, por sua intercessão, penhor da nossa fidelidade ao carisma inicial”.

FONTE: E-mail da S.M.B.N. , 26-10-2015.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Ensaio Biográfico, Organizações com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s