«Sexta-feira SANTA» – apontamentos (03-04-2015).

«Sexta-feira SANTA»

Apontamentos: 03-04-2015.

«HOJE: Dia do sepultamento de Manoel de Oliveira (1908-2015):

Faleceu, também, o Sr. Diamantino da Rocha Sarabando, paroquiano da Gaf.Nazaré, aos 101 anos, sepultamento será segunda, dia 6, 15H00.

«As árvores morrem de pé».

I. Reflexão:

a) Só o Amor é Digno de Fé; a’) O Amor está escondido na Cruz.

No cimo da cruz de Jesus – nas duas línguas do mundo de então, o grego e o latim, e na língua do povo eleito, o hebraico – está escrito quem é: o Rei dos Judeus, o Filho prometido a David. Pilatos, o juiz injusto, retorquiu: «O que escrevi está escrito». Tornou-se profeta sem querer. Ironia de quem ser querer anuncia a Verdade.

Perante a opinião pública mundial é proclamada a realeza de Jesus. O próprio Jesus não tinha aceite o título de Messias, enquanto poderia induzir a uma ideia errada, humana, de poder e de salvação. Mas, agora, o título pode estar escrito ali publicamente sobre o Crucificado. Ele, assim, é verdadeiramente o rei do mundo. Agora foi verdadeiramente «elevado». Na sua descida, Ele subiu. Entramos no mistério da CRUZ que hoje celebramos com Vida, Dor e Sofrimento, Ausência, Solidão, Violência e Desprezo, o maior Desespero na Humilhação da Fragilidade e da Inocência…

Agora cumpriu-se, radicalmente, o Mandamento do Amor, cumpriu-se na oferta de Si próprio, e precisamente deste modo Ele, Jesus Cristo, o Profeta de Nazaré, o Filho de Maria e José, da nossa raça humana (não um Anjo sem assas; não um super-herói, não um sábio teórico, etc….) É agora a manifestação do verdadeiro Deus, daquele Deus que é Amor.

Agora sabemos quem é Deus. O nosso Deus é um Deus Ferido!

Agora sabemos como é a sua verdadeira realeza[1]. Assume em Si mesmo todo o Israel, a humanidade inteira, que sofre o drama da escuridão de Deus, e faz com que Deus Se manifeste precisamente onde parece estar definitivamente derrotado e ausente. A Cruz de Cristo é um acontecimento cósmico. O mundo fica na escuridão, quando o Filho de Deus sofre a morte.

Hoje onde estão os Crucificados?

II. Oração

Senhor Jesus Cristo, na hora da vossa morte, o sol escureceu.

Sois pregado na cruz sem cessar. Precisamente nesta hora da história, vivemos na escuridão de Deus. Pelo sofrimento sem medida e pela maldade dos homens…

O rosto de Deus, o Vosso Rosto, aparece obscurecido, irreconhecível. Mas foi precisamente na Cruz que Vos fizestes reconhecer.

Precisamente enquanto sois Aquele que sofre e que ama, sois aquele que é elevado.

Foi precisamente lá que triunfastes.

Ajudai-nos a reconhecer, nesta hora de escuridão e confusão, o vosso rosto.

Ajudai-nos a crer em Vós e a seguir-Vos precisamente na hora da escuridão e da privação.

Mostrai-Vos novamente ao mundo nesta hora. Fazei com que a vossa salvação se manifeste.

Olhando nosso mundo, é fácil descobrir-te no sorriso das crianças, na solidariedade dos voluntários que aliviam as Dores; no calor da família: Deus ali está, sentimos e acreditamos!

Na tranquilidade do entardecer, na ternura de uma mãe que cuida, no pão que é partilhado, Deus ali está, sentimos e acreditamos!

Mas como escurece a Tua Presença: no ódio das guerras; no sofrimento de inocentes; na desunião das Famílias; na fila dos desempregados; nos nossos doentes em casa ou nas camas do hospital…Deus, também, ali está?

Nos que são explorados, de modo físico, psíquico ou moralmente, em todas as vítimas de Violência…Deus, também, ali está?

Abre meus olhos para ver-Te e proclamar com paz, ainda que triste, numa alegria com a Esperança de cada hora que passa. Na nossa fragilidade humana, Deus continua escondido na CRUZ, mas Amando onde está a Cruz, está, também, o princípio, meio e fim, da nossa Salvação!

 

 

 

FONTE: Cfr. CARDEAL JOSEPH RATZINGER (adaptado de Sexta-feira SANTA-2005) http://www.vatican.va/news_services/liturgy/2005/via_crucis/po/station_12.html , acesso: 03-04-2015; Cfr. http://www.ihu.unisinos.br/espiritualidade/comentario-evangelho/541366-domingo-de-ramos-evangelho-de-marcos-111-10- , acesso: 03-04-2015;
pedro josé, Gafanha da Nazaré/Encarnação/Carmo, 03-04-2015. Caracteres (incl. espaços): 3748.

[1] Na tradição IMPREVISTA de Marcos: Jesus reza o Sal 22, que começa por estas palavras: «Meu Deus, meu Deus, porque Me abandonaste?» (Sal 22/21, 2).

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Espiritualidade com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s