“D. António Barroso a caminho dos altares: encerrado o processo do milagre”

D. ANTÓNIO BARROSO A CAMINHO DOS ALTARES

ENCERRADO O PROCESSO DO MILAGRE

“No Paço Episcopal do Porto, em sessão pública do Tribunal diocesano, presidida pelo bispo D. António Francisco dos Santos, encerrou-se, na tarde do passado dia 4 de Março, o processo relativo a um milagre atribuído à intercessão de D. António Barroso. A sala do tribunal encheu-se de devotos, vindos da sua terra natal de Remelhe, Barcelos, com a sua Junta de freguesia, de Cernache do Bonjardim onde ele se formou missionário, também com a junta de Freguesia, da Sociedade Missionária da Boa Nova, continuadora da missionação dos sacerdotes seculares portugueses, com o Superior Geral e seu conselho, familiares de D. António Barroso, quatro filhos do Dr. José Ferreira Gomes, iniciador e primeiro vice-postulador da causa de beatificação, à qual consagrou os últimos 25 anos da sua vida, membros do cabido diocesano e bispos auxiliares, e o actual vice-postulador da causa de beatificação, também natural de Remelhe, Dr. Amadeu Gomes de Araújo, a quem D. António Francisco incumbiu de levar pessoalmente a Roma os actos do processo, sob sigilo, tal como sob sigilo decorreu todo o processo. O trabalho do tribunal está protegido por rigoroso segredo canónico e dele nada pode ser divulgado. Contudo, encerrando a sessão, em ambiente de júbilo, D. António Francisco, que recentemente tratou em Roma dos vários processos de beatificação e canonização da diocese do Porto, congratulou-se com a feliz conclusão deste processo dum milagre atribuído a D. António Barroso e acentuou que a Congregação da Canonização dos Santos lhe recomendara que apressasse o seu envio para Roma. De facto o centenário da morte de D. António Barroso, que ocorre em 2018, seria boa oportunidade para a Igreja oficializar, com a beatificação, a veneração que lhe tem vindo a ser prestada pelos fiéis desde a sua morte em 1918.

A campanha para a beatificação foi iniciada em Outubro de 1991 pelo Dr. José Ferreira Gomes, advogado de profunda fé, natural de Remelhe, e pelo P. Manuel Castro Afonso, que era, então, Superior Geral da Sociedade Missionária da Boa Nova. O acolhimento por parte do bispo do Porto, D. Júlio Tavares Rebimbas, e de todo o episcopado foi imediato. No ano seguinte o tribunal diocesano do Porto iniciou o processo para a sua beatificação que foi encerrado em 1994 e levado a Roma pelo Dr. José Ferreira Gomes que D. Júlio nomeara vice-postulador. O presumível milagre agora julgado pelo mesmo tribunal diocesano do Porto irá completar o processo canónico em Roma.

Na mesma sessão do tribunal foi encerrado um acto complementar do processo de D. Sílvia Cardoso também introduzido em Roma pela diocese do Porto.

P. Manuel Castro Afonso”.

FONTE: SMBN, in Boletim Familiar, Nº 391 – Março de 2015, pp. 14-15.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Cultura, Espiritualidade, Organizações com as etiquetas , . ligação permanente.

Uma resposta a “D. António Barroso a caminho dos altares: encerrado o processo do milagre”

  1. É com um imenso respeito e gratidão aos céus que esta notícia foi lida por mim. D. António Barroso, homem de uma enorme grandeza de alma e coração é primo direito do meu Querido Avô paterno (José Joaquim Ferreira Barroso) de quem eu guardo uma terna recordação. Um bjo do meu coração lá para cima , e que me seja perdoada esta minha humilde homenagem a ambos.
    Beatriz Barroso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s