“Uma Prova do Céu” por DR. Eben Alexander

 

 

 Uma Prova do Céu

O testemunho de um neurocirurgião

Sobre a vida para além da morte

DR. Eben Alexander

Editor: Lua de Papel

Edição: 2013

Páginas: 198

ISBN: 9789892323367

PREÇO: €14,90

Enunciamos três teses simples e despretensiosas, em parte como leitor “leigo” (não da teologia mas da neurocirurgia). Duas serão breves e uma mais longa. 1. Um livro que torna «o Céu» mais que uma questão de Fé. 2. Um livro bom que retoma e exige a leitura de outros bons livros. 3. Um livro que percorre as etapas do diálogo entre a Fé e Ciência. Desde o «conflito» (diálogo de surdos…), passando pelo «concordismo» (diálogo onde o resultado é conhecido antes do final do jogo…), até ao «encontro» (diálogo entre iguais, que sabem da sua diferença/diversidade e por isso com autonomia caminham juntos…). E aqui diremos que nesta obra e na sua problemática, indiretamente, ainda temos algo ou muito (não sei avaliar cientificamente) de «desencontro».

A primeira tese. Já sabíamos que o Céu não é apenas uma questão de Fé (religião ou religiões, crenças e credos e mesmo de espiritualidade, na pluralidade de Igrejas e «novos movimentos religiosos»). Agora começamos a compreender o porquê. O autor partilha o seu «credo científico»: “(…) a minha visão científica foi minando lenta mas firmemente a minha capacidade de acreditar em algo maior. (…) Funciono por aprendizagem cinética, o que significa que aprendo fazendo as coisas. (…) Adorava a combinação de conhecimento abstrato com a fisicalidade absoluta que a neurocirurgia me proporcionava” (p.43). E concluiu: “Eu adorava essa simplicidade – a honestidade absoluta e a limpeza da ciência. Respeitava o facto de não deixar espaço para a fantasia ou para pensamentos desorganizados. Se um acontecimento pudesse ser estabelecido como tangível e fiável, era aceite. Se não pudesse, era rejeitado” (p.44).

Todo o livro é percorrido por esta honestidade metodológica e dela não se abdica. Vai-se questionando e colocando em dúvida, passo a passo, pela observação da realidade, querendo sempre uma leitura com ciência em parceira sem cedências. Com a análise científica, por exemplo, da «experiência de quase morte» (EQM) o Céu será uma questão científica? Estamos apenas no início.

Olhemos agora a segunda tese. A tese que me é mais simpática. É um livro bom que é profundamente simbólico e testemunhal (Via Testemunhal) que me faz pensar e problematizar, onde não havia lugar a discussão. As portas fechadas estão entreabertas. Recordo a este respeito o que escrevi sobre “O Céu existe mesmo: a história real do menino que esteve no céu e trouxe de lá uma mensagem” – Por TODD Burpo (com Lynn Vincent), Ed. Lua de papel, Alfragide, 82011, pp.159 (cfr. https://pedrojosemyblog.wordpress.com/2011/10/21/livro-o-ceu-existe-mesmo-original-heaven-is-for-real-todd-burpo-2010-brevissima-apreciacao-critica/, acesso 01-10-13).

Outros livros e autores que voltam à minha interpretação. O “clássico” Oliver Sacks, com, por exemplo, “O homem que confundiu sua mulher com um chapéu” e “Tio Tungstênio – Memórias de uma infância química”. A leitura imprescindível, de António Damásio, apenas, escolhemos um exemplo: “O Livro da Consciência”, no confronto com esta obra se fará ou não luz definitiva. Este confronto é decisivo. Ando a ler muito devagar. É difícil e bom. E ainda, aponto «o caso português», de Luís Portela (licenciado em Medicina e docente, durante seis anos, da cadeira de Psicofisiologia na Universidade do Porto, mais “conhecido” como presidente da BIAL), com a obra “Ser Espiritual – Da Evidência à Ciência”. Que estamos a ler e a problematizar muitíssimo. E onde voltaremos no fim de uma desconsoladora leitura.

Finalmente, a terceira tese. Que tem implícita a nossa primeira. E muito haveria a especificar. Por limitação de espaço sugerimos o confronto com a crítica completa feita por Suzana Herculano-Houzel, “a neurocientista de plantão”, que fez a revisão técnica do livro para edição brasileira da Sextante, resumida nestas palavras: «Por que aceitei fazer a revisão, se tenho essa crítica gigantesca ao livro? Aceitei porque acredito na liberdade de opinião e sei que muitas pessoas gostariam de ler a estória desse neurocirurgião-que-agora-acha-que-não-precisa-do-seu-córtex-para-ter-consciência, então quis contribuir para que a estória chegasse até os leitores sem problemas técnicos na tradução. Só isso»[1].

O sumo do livro, no meu entender, está nos capítulos: 28. O Ultrarreal; 31. Três Áreas; 33. O Enigma da Consciência; e no Apêndice B: Hipóteses Neurocientíficas que considerei para explicar a minha experiência. Tudo se joga nessas páginas em termos de “fascínio, complexidade e espírito científico” (afinal a Espiritualidade está bem dentro da ciência apesar do que se pensa ou possa admitir pensar…). Pode dispensar a leitura do resto da obra, se a sua pretensão for apenas «científica», se não o for: vale mesmo o tempo gasto na leitura de toda a obra. E já agora comente e partilhe com todos o que leu, meditou e rezou…, o seu Cérebro, Consciência, e Alma agradecem!

 

 

Pedro José, Gafanha da Nazaré/Encarnação, 01-10-2013, caracteres (incl. esp), 5330.


[1] Para a leitura da crítica completa ver o artigo: “Uma prova do céu: o neurocirurgião que acha que não precisa do seu córtex cerebral” in http://www.suzanaherculanohouzel.com/journal/2013/3/27/uma-prova-do-ceu-o-neurocirurgio-que-acha-que-no-precisa-do.html, acesso: 30-09-2013. Ler, também, a argumentação crítica de Stephen Caverna, outro “guru” da nossa contemporaneidade, “O que a ciência realmente diz sobre a alma” in: http://www.skeptic.com/eskeptic/13-03-20/ , acesso: 25-09-2013.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Espiritualidade, Libertar a Teologia, Livros, Saúde e bem-estar com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s