Pe. António Maria na Gafanha da Nazaré (23/08/2013).

 

Pe. António Maria na Gafanha da Nazaré (23/08/2013):

a música como a melodia que corre da nascente para a foz.

“Para um Tempo da Música e uma Música do Tempo”: a música também é o canto da nossa própria história religiosa e social.

Fomos sendo colhidos em fontes dispersas do nosso passado em comum, sobretudo, em memórias pessoais através das canções religiosas “refeitas”, no presente, pelo Pe. António Maria. Com as vontades políticas (entre outras secundárias apenas na designação…) conseguimos muitas coisas boas. O Concerto envolto pela névoa não foi “um problema”. A Música constitui-se pequena colecção de afectos e memórias. Será instrumento de evangelização? Mais outro perguntar. O que é que sendo realidade genuinamente humana, não pode tornar-se ser “um” instrumento de evangelização!? Não é fácil nem barato. Em termos de Graça.

É certo que as evocações estavam emolduradas numa determinada época. O “evangelho tocada no violão”, enquanto cartão de visitas dum pastor na partilha biográfica da “sua” comunidade. Por se tratar dessas memórias fragmentárias e ocasionais, não se diminui a importância do acontecimento com o generoso patrocínio municipal – veja-se a fila dos cumprimentos no fim do show… sem falsa modéstia prestigiamos o número… – tornou-se necessário assumir os elementos que melhorassem a história em comum, e para facilitar ao ouvinte esse enquadramento; e, também, para poder desse modo reformular a sua caminhada de Fé. Por isso, respondendo à exigência de uma abordagem musical sem ser exaustivo, foi feito um esforço de inculturação na realidade presente de modo “light”.

Uma noite com muita Saudade do passado: enquanto futuro que queremos continuar a construir juntos. Quem está na disposição de tocar e cantar a mesma Canção, sem ser num “diálogo de surdos”? Nos (des)conhecidos, nos desafinados e nos alinhadinhos. Nas massas e nas minorias, lado a lado, sem Indiferença mas com Compromisso. É possível e sobra Talento, em cada um de nós. Agradecemos à Música do Coração.

 

 

Por: Pedro José, Gafanha da Nazaré/Encarnação, 23-08-2013.

Caracteres (esp.incl.): 1897.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Espiritualidade, Música, Saúde e bem-estar com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s