procura-se um crente

procura-se um crente

 

 

«Qualquer biografia é assim: avança-se

para o sítio de onde se partiu».

 

Gonçalo M. Tavares,

in Uma Viagem à Índia, 32011, Canto X, nº130, p. 447.

Noite do Apóstolo Tomé. Suas dúvidas são minhas dúvidas. O problema é que não sei se as minhas serão também as dele. Espero e creio que talvez haja essa probabilidade real. Somos curiosos. Uns demais. Outros apesar disso. Preso nesse «talvez» – ilha utópica do Corvo, lado apocalíptico (a)pagado de S. João – aceita-se continuar na “sombra da morte” atendendo que todos os dias “nos visita como sol nascente” (Cfr. Benedictus, Lucas). Procura-se um crente. Aprender a rezar na era da técnica. Pecados surdos. Pecados gastos. Pecados meus e nossos. Graça desmerecida. Não sou essa pessoa arrumada, mas lamento porque facilitava a comunicação. Encontrar-se o Deus Verdadeiro. Para o Seu labirinto já nos forneceu a senha credível. A morte sem frases. A morte com ressurreição. Acuidade teológica em transe.  Te Deum nostálgico. Humanismo sempre. O mundo ainda tem solução. Felizes os que acreditaram sem ter visto (é plural…). Ser nómada de uma só morada. Reconhecer todos os cravos e todas as chagas. O saldo positivo sem dúvida (é singular…). S. Tomé continuai a rogar por nós sempre.

 

 

Por: Pedro José, Gafanha da Nazaré/Encarnação,

03-07-2013. Caracteres (esp.incl.): 1226.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Apontamentos, Ensaio Biográfico, Incontinências com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s