ENSAIO [1] – MOREIRA, Adriano, “Confiança, confiança, dignidade”, in Público, 2-1-2013, pp. 10-11.

 

ENSAIO [1] – MOREIRA, Adriano, “Confiança, confiança, dignidade”, in Público, 2-1-2013, pp. 10-11.

O diagnóstico/prognóstico: “(…) Mas a euforia do excesso de recursos, não próprios do Estado, mas fermento das dívidas que cresceram até à catástrofe, foi acelerando a evolução para Estado exíguo, isto é, sem recursos próprios para responder às exigências de um Estado soberano no século XX, perigosamente aproximando-se da questão, de abrangência crescente, sobre L’État submergé, isto é, recetor de efeitos de ações externas em que não participa” (p.11). Esta evolução de Estado periférico, de Estado exógeno, para Estado exíguo, terminou na situação de Estado submetido a protetorado (…) (p.11)”.

“(…)à urgência de a população restaurar a confiança na viabilidade da restauração de um lugar igual na comunidade das ações, aceitando os sacrifícios que não ultrapassem a dignidade humana, decidindo ficar para ajudar a deter a decadência do Ocidente, da Europa, de Portugal, e da invocada dignidade humana, que é o elemento mais exigente do paradigma que se procura para restaurar a ordem internacional. Um novo futuro com dignidade para a geração que vai receber o peso do legado” (p.11).

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Apontamentos com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s