ADVENTO: o modo de olhar faz a diferença! – Reflexões: Ano C – Iº Dom. Advento, Lc 21, 25-28.34-36

ADVENTO: o modo de olhar faz a diferença!

 Reflexões: Ano C – Iº Dom. Advento, Lc 21, 25-28.34-36

 Disposição 0. – “Podemos tomar como ponto de partida a palavra «Advento»; este termo não significa «espera», como poderia se supor, mas é a tradução da palavra grega parusia, que significa «presença», ou melhor, «chegada», quer dizer, presença começada. (…) Advento significa presença de Deus já começada, mas também apenas começada. Isto implica que o cristão não olha somente o que já foi e o que aconteceu, como também ao que está por vir. Em meio a todas as desgraças do mundo, tem a certeza de que a semente de luz segue crescendo oculta, até que um dia o bem triunfará definitivamente e tudo lhe estará submetido: no dia em que Cristo retorne. Sabe que a presença de Deus, que acaba de começar, será um dia presença total. E esta certeza o faz livre (…)»

 FONTE: RATZINGER, Joseph, “Sentido do advento”: http//www.acidigital.com/fiestas/advento/sentido.htm, acesso: 01-12-2012.

Disposição 1. – “Há cada vez mais velhos abandonados nos hospitais.

Há cada vez mais crianças abandonadas nos hospitais.

Há cada vez mais animais abandonados.

Há cada vez mais meninos que vão para escola

sem terem tomado o pequeno-almoço.

Há cada vez mais pessoas a ter de entregar a casa ao banco

por não conseguir pagar a prestação.

Há cada vez mais gente desempregada.

Há cada vez mais gente a alimentar-se de papas.

Há cada vez mais gente a levar um tupperware com comida para o emprego.

Há cada vez mais restaurantes a fechar as portas.

Há cada vez mais pessoas a fumar tabaco de enrolar.

Há cada vez mais pessoas a pedir esmola nas ruas.

Há cada vez mais pessoas a recorrer às Misericórdias e ao Banco Alimentar contra a Fome.

Há cada vez mais pessoas a não tratar dos dentes.

Há cada vez mais pessoas a não ir ao médico.

Há cada vez mais casos de tuberculose.

Há cada vez mais casos de tosse convulsa.

Há cada vez mais casos de dengue na Madeira.

Há cada vez mais pessoas a deixar de comprar jornais e revistas.

Há cada vez mais pessoas a andar de transportes públicos.

Há cada vez mais pessoas a emigrar”.

 

FONTE: SANTOS, Nicolau, in Expresso:
 – Cem por cento: “O País onde há cada vez mais de tudo”, 24-11-2012, p.5.

Disposição 2. – Tento outro olhar – que não nega a gravidade da situação passada/presente -, mas que quer olhar, com justa esperança, de modo que ninguém nos possa roubar o futuro em comum!

Há cada vez mais idosos em universidades seniores,a dinamizar o «Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e Solidariedade Entre Gerações»: que é coisa memorável!

Há cada vez mais crianças que apesar das violências e perigos: são acompanhadas e protegidas!

Há cada vez mais cuidado perante os animais, afinal somos criaturas do mesmo planeta: aprendemos sempre mais!

Há cada vez mais meninos que crescem no mundo estimulante das novas tecnologias, com verdade parental e criatividade genial!

Há cada vez mais pessoas a fazer contas às despesas e a poupar com diligência!

Há cada vez mais gente empreendedora!

Há cada vez mais gente a andar nas ruas, a alimentar-se de modo saudável,ignorando a comida de plástico!

Há cada vez mais portas que se abrem e caminhos novos a percorrer!

Há cada vez mais pessoas a deixar de comprar compulsivamente!

Há cada vez mais pessoas aderir a movimentos pela cidadania ativa e consciente!

Há cada vez mais pessoas aderir com generosidade a causas e projetos de voluntariado!

Há cada vez mais pessoas a conseguir tratamento com êxito para doenças consideradas incuráveis!

Há cada vez mais pessoas a valorizar o que é português sem peneiras ou vergonha!

Há cada vez mais pessoas a gastar menos na conta do telemóvel!

Há cada vez mais pessoas a andar de transportes públicos!

Há cada vez mais pessoas com sentido de partilha

e sede de espiritualidade séria!

Há cada vez mais pessoas a pensar antes de falar!

Há cada vez mais pessoas a rezar antes de decidir!

Por: Pedro José, Gafanha da Nazaré/Encarnação, 01-12-2012.

Caracteres (esp.incl.): 3741.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Cultura, Espiritualidade, Não categorizado com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a ADVENTO: o modo de olhar faz a diferença! – Reflexões: Ano C – Iº Dom. Advento, Lc 21, 25-28.34-36

  1. Vanessa Nunes diz:

    Concordo consigo, porque penso que há sempre uma outra perspectiva, podemos olhar sempre sobre uma nova óptica ainda não analisada. Muitas vezes só vemos (e somos embriagados) pelas coisas negativas, pois estas são geralmente aquelas que dão (e são) notícia…mas é importante ressalvar aquilo em que temos melhorado…a “crise” abriu-nos os olhos (embora nos custe admitir)! Andámos demasiados anos a gastar mais do que podíamos, a viver acima das nossas possibilidades para mostrarmos aos outros que também conseguíamos… a enchermos a nossa vida de coisas materiais, porque era essa a promessa para alcançarmos a felicidade. Vivíamos numa época em que tudo era fácil e não era necessário muito esforço… tínhamos trabalho para a vida toda, conseguíamos comprar casas e carros, e tantas outras coisas…a crise ajudou-nos a despertar para o que é realmente essencial, a olhar mais para o próximo, a estar mais atentos ao que nos rodeia, ajudou-nos a ver que temos de trabalhar para conseguirmos o que queremos, que ainda há muito para melhorar (sim), e ainda temos muito pela frente, mas que estamos um passo mais perto! Porque “o essencial é invisível aos olhos” e o que realmente é importante sempre esteve dentro de nós, a semente da mudança e os sorrisos da felicidade!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s