121- Gonçalo M. Tavares

121–  Gonçalo M. Tavares(*)

 

A vida pressupõe dois pés, duas pernas,

dois olhos, dois braços, a até o cérebro

tem duas partes: a direita e a esquerda.

Só o amor quando é forte não tem lado

esquerdo e direito. É um sentimento central;

qualquer acontecimento quotidiano, ou extraordinário,

parece ocorrer nas suas vizinhanças.

 

 

(*) M. TAVARES, Gonçalo, Uma Viagem à Índia – Melancolia contemporânea (um itinerário), Editorial Caminho, Alfragide, 32011, Canto III, 121, p.158.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Livros, Poesia com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s