Como fazer protagonistas sem palmas

 

Como fazer protagonistas sem palmas

“Sei que a Missão Jubilar é um dom de Deus e que este dom se transforma num tesouro de fé” – D. António Francisco

     Sem saber explicar bem, sabemos intuir que dentro de nós há realidades diferentes. Há realidades que pela profundidade não enganam. A seriedade de procurar e dialogar aumenta a nossa Liberdade.

      A experiência religiosa e a experiência de Deus distinguem-se. Não são a mesma coisa. Podemos ter pessoas religiosas sem experiência de Deus. A experiência religiosa não é, especificamente, uma experiência de Deus; a experiência de Deus não é, estruturalmente, uma experiência religiosa. A experiência religiosa é a experiência do Sagrado, define-se por uma experiência por vezes terrífica (-morreu!? como morreu assim sem mais!?), até irracional que provoca sentimento de pavor/respeito, diante do mesmo Sagrado, que fascina.

       A experiência de Deus é «algo mais» que nos faz falta. A experiência do Sentido radical, do absoluto. Não é um Sentido entre outros, mas o Sentido dos sentidos. A sede de Felicidade, sem concurso televisivo ou euromilhões á mistura. O Amor que não tem preço; só é Dádiva pura e abnegada. Chegaremos lá se nos deixarem, se não nos enganarem com pressas desnecessárias e falsas piedades. Mas atenção: para as experiências de Deus não há épocas de saldos!? Deus não comete desonestidades com a sua procura. Chegaremos lá se formos tocados pelas experiências humanas com vestígios divinos.

     Tudo está nas nossas mãos e nossos pés. Tudo o que é humano nos interessa. Queremos só isso! Fazer uma experiência humana que acabe com o anonimato; dê rosto ao desconhecido. Uma experiência humana que faça pontes e não muros. Uma experiência humana de: –bom dia…, -boa tarde…, -dá licença que não abuse do seu tempo… -por favor posso. Nada de ruídos publicitários; nem de transparências risíveis; muito menos, as saturantes faltas de educação sempre obscenas. Uma experiência humana em que o que é óbvio, de tão óbvio, não permaneça mais invisível. Observar e fixar o que nos UNE!

        Só então surgirá um Tempo novo e diferente. O «Reino de Deus»: que se espelha num estilo de vida coerente, num olhar novo sobre as coisas, requeridas e convertidas, num modo de estar e atuar, com simplicidade que ouve e sabe contagiar. O «Reino de Deus», que é o reino para os homens e mulheres, é uma forma nova de nos tratarmos uns aos outros; numa cordialidade que faz de todas as ruas uma casa acolhedora, e de toda a casa portal para o mundo sem preconceitos.

      Importa-nos a coragem de sair. Sair e deixarmos a nossa “zona de conforto”, ou mesmo o “desconforto”, se for o caso. Coragem de sabermos que outro lugar nos espera…; se soubermos que não temos um “lugar fixado”, mas somos, cada um á sua maneira, “o” lugar de peregrinação de Deus, entre as suas criaturas, nesta hora de conversão, nova orientação em Justiça e Paz.

    A Rua é a nossa casa comum. Vamos escutar o Silêncio no meio do ruído da vida agitada. Para o encontro vital nunca há atraso. O Evangelho proclama-se entre o Silêncio das palavras. Proclama-se no intervalo das palavras: evangelizando com as obras! Testemunho de pessoas para outras pessoas. A ninguém querer convencer; estando disso já convencido!

      Eis a Boa Nova: feita rosto de proximidade, no número da porta vizinha, na hospitalidade de circunstância fértil, no passeio abençoado pela conversa, e sobretudo, na Esperança sem distância virtual. A palavra passe é: «Vive esta Hora».

 

 Pedro José, Gafanhas da Nazaré/Encarnação, 15-10-2012, caracteres (incl. esp), 3295

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s