Visibilidade em quê? – Reflexão: Jo 3,14-21 – IVº Dom / Quaresma – Ano B (17-03-2012)

Visibilidade em quê?

Reflexão: Jo 3,14-21 – IVº Dom / Quaresma – Ano B

“(…) A luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más. Quem pratica o mal tem ódio da luz, e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam desmascaradas”.

 Quem olha para Jesus crucificado, com os olhos da fé e do amor, vê o quê? Experimentará a Misericórdia de Deus?

 Precisamos entender que, para o evangelista João, na cruz de Jesus se dá também a exaltação, a glorificação do Filho do Homem (8,28-12,32). Olhar para Jesus crucificado é olhar para quem venceu a morte, e em seu amor sem medida, entrega para nós torrentes de água viva (4,14).

Não é assim em grande do parte nosso mundo mediático. “Hoje o mal não se esconde, mas se mostra, manifesta-se, propaga-se através de ondas midiáticas. (…) Enquanto isso, nas escuridões, os contemplativos rezam. No silêncio, meditamos. No silêncio, os mais lindos atos são realizados. É no silêncio, na escuridão, na noite, que se gestam as grandes ideias. João, eu lhe peço licença. Os bons se manifestam na escuridão, no silêncio. Os maus querem a visibilidade. Houve uma grande inversão desde o seu tempo” (JB Libânio).

Ainda que a visibilidade do MAL (…maldade por corrupção; por perversidade; por injustiça; por “inocência injustificável”; por qualquer absurdo quotidiano ou cósmico…) a sua crueldade; a sua terrível visibilidade; não pode conduzir à sua banalização! Indiferentes nunca. Não nos podemos tornar frios, insensíveis, pessimistas… ou cépticos irredutíveis. Deixaremos de ser humanos.

Somos surpreendidos, por isso, com uma frase «fundante», uma frase «alavanca» do mundo inteiramente renovado: “Pois Deus amou de tal forma o mundo, que entregou o seu Filho único, para que todo o que nele acredita não morra, mas tenha a vida eterna”.

O «acreditar(1)» – …que vai chover ou não, como metáfora de oração num mundo dominado pela Técnica… – não é um sentimentalismo subjetivo, mas é a adesão a uma pessoa objetiva e concreta que é Jesus Cristo. À sua maneira de estar na História. O amor do Pai continua a fazer-se presente no nosso mundo, na nossa história contraditória.

O veneno do ódio foi perdoado em Jesus, que ao erguer-se na Sua (que é a nossa) Cruz permanece a Luz no meio da escuridão… abismo de Luz!

Ajudam-nos a rezar de modo imprevisto e sadio as palavras de Benjamin González Buelta, SJ,: “Nesta terra, Deus necessita de nossas mãos para abraçar um deprimido, aplaudir um entusiasta, tirar uma espinha ou para levar uma cruz. A corporeidade de seu Amor necessita de nosso próprio corpo. É a única maneira como a proximidade de Deus se pode encarnar hoje entre nós”.

(1)Penso criticamente no spot da “Coca-Cola – Razões para Acreditar (PT)” (cfr. http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=X6jJbkEKq_o, acesso: 17-03-2012). O «Português» sofre de um problema crónico, a saber: crítica mordaz pelas costas, nunca pela frente, aliada à tendência de sermos “gente deprimida”, fácil no queixume crónico, etc. A referida publicidade da «Coca-cola» que não pretende ser enganosa, política ou mistificadora… (manter a ironia lucida do “não há almoço grátis”). Produziram, no entanto, um spot bem-disposto; que nos faz voltar a acreditar que (ainda) há esperança nem que seja um dia.

 

Por: Pedro José, Gafanha da Nazaré/Encarnação, 17-03-2012.Caracteres (esp.incl.): 2992. FONTES: (1) JB Libânio, “Um Outro Olhar”, Volume VII, p. 58; (2) http://www.ihu.unisinos.br/espiritualidade/comentario-evangelho/500144-quarto-domingo-de-quaresma-evangelho-segundo-sao-joao-314-21, acesso, 17-03-2012.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s