Sagrado Coração de Jesus: “Força de quem Vos procura, Porque em Vós quer encontrar-se”. Orientações para Reflexão.

Sagrado Coração de Jesus:

“Força de quem Vos procura, Porque em Vós quer encontrar-se”.

Orientações para Reflexão – Eucaristia Solene: 01-07-2011.

1. Meditemos nas maravilhas do Amor de Deus, contemplando o mistério do Coração de Cristo. É conhecida a riqueza de ressonâncias na Bíblia da palavra “coração”. Na Bíblia “coração” não diz só afecto, mas diz “muito mais”: recordações, pensamentos, compromissos, louvores, sonhos, tudo o que constitui o mais íntimo da pessoa humana. Temos de procurar encontrar este “mais” de qualidade.

2. Só nós pessoas podemos dizer com propriedade que temos e somos um coração (um só com o de Cristo!). Hoje é o dia, a hora, para “voltar ao coração”, é a oportunidade de voltar a Deus pelo Coração de Jesus. Cada oportunidade é também um reconhecimento.

3. Não existe nenhum sentimento humano que o Coração de Jesus não tenha experimentado.

4. No Coração de Cristo encontramos a riqueza divina e a pobreza humana, potência da graça e fragilidade da natureza, chamamento de Deus e resposta do homem.

5. Este nosso coração humano é por vezes (algumas ou mesmo muitas…) INFIEL! O profeta Isaías lamenta com amargura: “Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim”? (Is 29,13). Podemos, na sabedoria do povo, enganar os nossos semelhantes, ninguém é capaz de enganar a Deus, porque “o homem olha às aparências, mas Deus olha ao coração” (1Sam, 16,7).

6. O nosso coração humano é “todo o nosso ser”. Bem dentro de nós, no fundo do nosso ser. O nosso EU = Especial + Único. Hoje, este nosso coração, tudo o temos e somos, encontra mais uma vez, o “Coração”. O nosso “coração” (pequeno) fala ao (Grande) “Coração”.

7. Temos de ter a coragem de lhe falar com honestidade, conscientes da purificação pedida pelo evangelista Mateus: ”Ao contrário, o que sai da boca brota do coração; e isso sim contamina o homem. Pois do coração saem pensamentos malvados, assassinatos, adultérios, fornicação, roubos, perjúrios, blasfêmias” (Mt 15, 18-19).

8. O nosso coração está mais pleno na consciência quando ela faz nascer as decisões. Santo Agostinho disse ”o meu coração, onde eu sou tudo quanto sou” (Conf. X, 3-4). Cada decisão assumida por Jesus é tentação superada.

9. O Coração de Jesus é a porta para o interior de Deus. O coração é a relação mais bela e mais verdadeira, que fomos, somos e seremos capazes. Quero o meu coração livre em Deus. Liberdade é a capacidade de ser eterno. Esse coração é amor, o amor é sempre comunicação e compromisso.

10. O Coração de Cristo é a porta para chegar a Deus e aos Irmãos. Coração de Jesus, cheio de justiça e de amor! Coração de Jesus, paciente e cheio de misericórdia! Coração de Jesus, fonte de vida e de santidade! Hoje: o tempo certo para agir é agora (não de qualquer jeito!). Amanhã: sempre o dia mais ocupado da semana. Senhor Jesus mostra-NOS o Teu Coração: “Eu sou a porta (lemos e ouvimos CORAÇÃO); se alguém entrar por Mim, será salvo; entrará e sairá e encontrará pastagens” (Jo 10,9).

11. Rezemos com Fé e Compromisso pelo Coração, no Amor: “por Cristo, com Cristo, em Cristo”…

Jesus, Senhor do perdão Da esperança e da alegria, Fonte de paz e de graça Para os nossos corações.

Conforto dos pecadores, Alento de quem Vos reza, Força de quem Vos procura, Porque em Vós quer encontrar-se.

Em vosso amor mata a fome, Em vosso amor mata a sede Quem, peregrino da terra, Precisa do vosso abrigo.

Nossas lágrimas são preces, Nossas lágrimas são gritos, Dizei, Senhor, à nossa alma: Sou a tua salvação.

Quando a noite nos envolve, Ficai connosco, Senhor, Enchei de luz o silêncio Das nossas horas de sombra.

Jesus, bondade inefável, Nunca nos falte na vida, Senhor, a vossa clemência E caridade infinita.

Jesus, nascido da Virgem, Nós Vos louvamos, cantando, E sempre Vos louvaremos Na glória do vosso Reino.

 
FONTE: Cfr. COELHO, António José, S.J., [Organizador], Documentos da Igreja Sobre o Coração de Jesus, Editorial A. O., Braga, 2004, pp.162-164; 173; 250-255; Hino de Laudes, Volume III, pp. 636-637. Caracteres (espaço incluídos): 3615. (31-05-2008; revisão 01-07-2011).
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Espiritualidade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s