A flor da páscoa

A flor da páscoa

        Hoje, dentro do Jardim que não é meu – para além e aquém da imagem e da semelhança divinas-, vi e reparei nas magnólias a florir. Hoje, será apenas mais um dia de maio, o mês dos encontros maternos. Dia com suficiente dor. As sementes da árvore magnólia são “muito feias”…, mas as flores não o são. As flores de magnólia são inebriantes, mais brancas do que a neve, simplesmente puras de sedução!

        Entretanto, a Dor da cruz na Paixão continua a atravessar os nossos corpos. As dores que são sempre múltiplas porque nós próprios somos vidas ramificadas. Dores plurais e divisoras d’Alma. Mas a chave da Ressurreição está entre nós – que tem na magnólia um símbolo primordial -, ela é a única que pode responder adequadamente aos absurdos da vida!

         O futuro por agora não está suspenso. Anda a ser pensado pela medida do conta gotas. Negociações e projectos, sabendo que os adiamentos não favorecem ninguém. “Serei um, ninguém, e cem mil”. Tal como as magnólias. Meditando sobre a força do Testemunho: testemunhas da ressurreição a sorrir! Chorar de alegria! Via Lucis!

        “Firma os teus passos. Afirma a tua fé”. Mais que exortação assertiva é a vivência que se quer já encarnada. “A ressurreição de Jesus, do ponto de vista da história do mundo, é pouco vistosa, é a semente mais pequenina da história”. Mas a Ressurreição traz em si as potencialidades infinitas de Deus!

POR: Pedro José, Gafanha da Nazaré, 06-05-11; 1365 caracteres (incl. espaços).

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Espiritualidade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s