Mensagem pessoal para o dia 24 Dezembro 2010

 

Caro(a) Amigo(a)!

Bom natal e bom ano novo: muito trabalho e disposição!

Estou em transição laboral acelarada sem pressões extra-ordinárias, no sentido mais concreto.

Estou com muito frio (evitando frieiras…) por isso tenho como amigos fiéis: aquecedores de qualquer fonte; roupas de inverno e doutras estações;cobertores, pantufas, “camisolas”…, e até aquilo que nunca tinha pensado voltar a usar ou usar agora, pela primeira vez.

Estou a retomar as amizadas e os endereços velhos.

Estou re-encontrado e meio perdido.

Estou a fazer a atualização doseada dos caminhos, percursos, ritmos e modos de observar. 

Estou com uma sensação constante de sono… apesar de estar a dormir nunca menos 8 horas em média (anormalidade auto-biográfica)!

Estou como diz e quero dizer nas entrelinhas do texto das Edições Salesianas (2010 – Ano A “Rezar no Advento”, p.55):  

 Quem me chamas a ser, Senhor?Serei capaz de ir mais além das minhas limitações?O amor que me dás far-me-á capaz de superar o meu egoísmo? A tua presença amiga vai ajudar-me a vencer  os medos e as inseguranças? Não sei quem me chamas a ser, Senhor. Basta-me saber que estás ao meu lado para avançar confiante”.

 Estou chegado e sem motivos para partir.

Estou repartido, junto e conhecidamente estranho.

Estou a ser completamente acolhido pelas pessoas e perfeitamente deslocado em

determinados assuntos. Vida normal e em crise de crescimento.

Estou como um “híbrido cultural”, produto (tb. produtor) duma narrativa em comum, numa história de bens em comum. Numa história de liberdades situadas.

Estou e procuro ser. Estou de estar e também de sentar.

Estou ainda por acabar.

Estou aquecido pela minha família de sangue: todos bem graças a Deus.

Estou no meio do trabalho, da graça, sobretudo, como a louça acabada de lavar.

Estou com pecado perdoado e consciente.

Estou quase saturado de saudade: como os doces secos, tipo bolo rainha!?

Estou mais rico, porque me sei cada vez mais pobre-de-mim-mesmo.

Estou a caminho do segredo final: sempre a renascer.

Estou com as minhas verdades assertivas:

         “O sentido da Vida é a Amizade.

          O sentido da Amizade é a Fé”.

Com sentida oração, missão e graças abundantemente creditadas. 

 

pedro josé, Gafanha da Nazaré, 24/12/2010.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

Uma resposta a Mensagem pessoal para o dia 24 Dezembro 2010

  1. I. Almeida diz:

    Passei hoje por aqui só para lhe desejar as maiores felicidades na nova missão a si confiada. Apreciei as suas palavras na missa de tomada de posse. Espero que o blogue não mude de estilo nem de rumo, pois aprende-se mais por aqui, que em muitos manuais ditos de cultura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s