A CORRUPÇÃO É COMO A ATRACA

 

 

 

A CORRUPÇÃO É COMO A ATRACA

 

 

 

“A Transparência Internacional divulgou há dias que melhorou o nível de corrupção no Brasil. Entre 180 nações, passou do 80º lugar para o 75º. Se a pesquisa fosse feita em Chapadinha, que resultado teria? Será que melhoramos ou pioramos? Mas, qualquer que fosse o resultado, teríamos um índice muito preocupante. Há corrupção a mais! É uma peste que alastra e se torna difícil de combater. Mas, quando é em demasia, constitui perigo para quem a pratica. E é sempre perda grave para todos: pessoal, moral e socialmente. Você conhece alguém que passa recibos falsos, que super-fature, que justifique, falsamente, gastos feitos, que compre casas, terrenos… com verbas de dinheiro público e esteja na cadeia? – Eu não conheço.

 

 

A mãe querida de tudo isto é a impunidade.O corrupto nega que o seja. Age pela calada. Se não pode comprar a justiça, esconde o que faz. Zanga até quando alguém diz que ele o é. Acha-se esperto, porque sabe esconder. Só maldirá sua esperteza quando tiver algum pequeno descuido e for descoberto. Embora não o aparente, o corrupto é um chantagista, um malabarista engraçado, um gentil ladrão. O corrupto é cauteloso. Procura não se expor. Quando compra, prefere empresas de fora, de longe, possivelmente, fantasmas. Se são suas, muda-lhes o nome freqüentemente. Vive de comissões chorudas, de percentagens medonhas… Apropria-se do alheio, mas desviando justamente. Pensa ele! Acha que bobos são aqueles que não se aproveitam. Quando o corrupto não tem cargo público, gosta de dizer a verdade "doa a quem doer". Quando entra no esquema, diz: "dou a quem der". São palavras que têm quase o mesmo som, mas que diferença de sentido! E mais: acha que "anzol que não tem isca, peixe não petisca"

 

 

Tem corrupto de muito jeito. 1) – Corrupto mascarado. Não viaja, não ostenta grandeza, revolta-se contra a ganância dos outros. Só dá no tempo da campanha eleitoral. 2) – Corrupto executivo. Retirar dinheiro público é sua especialidade. Tem muitas viagens para fugir ao povo. Paga impostos de recibos falsos, superfatura… porque todos fariam isso no lugar dele. Busca contabilista sabido e discreto. 3) – Corrupto andarilho. Passa dias e meses fora do Município. Não se sabe onde anda nem o que faz. Não sabe administrar. Perde mais tempo a dizer o que faz que a fazer o que deve. 4) – Corrupto calculista. Faz muitos projetos, inventa possibilidades de ação, mostra sonhos grandiosos, promete fazer coisas impensáveis, mas… Se faz alguma coisa, fica falando disso meses e anos…

 

Se ficarmos desinteressados ou não nos acautelarmos, este tipo de atraca matará nossa árvore”.

 

 

 

(*) FONTE: in Vida Nova – Boletim Formativo e Informativo da Paróquia de N. S. das Dores – Chapadinha // DIRETOR – Manuel Neves // DIRETOR-Adjunto – Pedro José; N°45 – 06/12/2009, p.4.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias e política. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s