Um Outro Mundo É Possível. Um Outro Brasil É Necessário. (11-10-09)

 

 

 

UM OUTRO MUNDO É POSSÍVEL.

 

UM OUTRO BRASIL É NECESSÁRIO

 (11-10-09) (*)

 

 

“A política é uma atividade humana. É um serviço de promoção e desenvolvimento do bem comum. Não pode ser comparada a uma tarefa satânica nem a um processo diabólico em que tudo é permitido. A população tem que se esforçar por arranjar representantes honestos, pessoas dignas com ética e comportamento ilibado. Numa sociedade, onde os representantes do povo são irresponsáveis, vira impossível a democracia.

 

 

No Brasil, a política apoderou-se de tudo, invadiu todos os espaços, exigiu a primazia para a sua influência, usa de privilégios incríveis… Isso faz com que seja possível uma sociedade com uma larga faixa de miséria e sejam possíveis enormes espaços geográficos e setores populacionais em enorme desequilíbrio e desigualdade sociais. Todo o país é vítima de uma elite política insensível, inconsciente, insensata, insana e insustentável. Mas pior: a curto e longo prazo, parece que será também uma classe insubstituível. Porque o povo não tem senso crítico nem sentido de responsabilidade. Tem olhar curto. (Esta análise não é minha. É de D.Mauro Moreli, um grande bispo comprometido, sabido e brasileiro!). Enquanto existir um foro privilegiado para essa elite, a democracia ficará deficiente. Alguém já lhe chamou:"sepultura da democracia".

 

 

Por isso, esteve em foco desde Abril de 2008 um movimento que integrou 43 entidades, representativas da sociedade brasileira, entre as quais a Conferência Nacional dos Bispos Brasileiros (CNBB), que teve representação decisiva. Foi chamada a "Campanha da Ficha Limpa". E foram entregues agora na Assembléia Legislativa um milhão e trezentas mil assinaturas para que seja feito um decreto que garanta candidaturas idôneas no processo eleitoral. Este projeto contra candidaturas de políticos condenados em primeira instância por crimes hediondos e de improbidade administrativa será mais difícil ser aprovado que o que deu lugar à lei 9.840/99 contra a corrupção eleitoral. É que um terço dos atuais deputados será imediatamente excluído. Por isso, requere-se muita vigilância da população. Isto é uma ação cristã, porque de muita importância moral”.

 

 

 

(*) FONTE: in Vida Nova – Boletim Formativo e Informativo da Paróquia de N. S. das Dores – Chapadinha // DIRETOR – Manuel Neves // DIRETOR-Adjunto – Pedro José; N°37 – 11/10/2009, pp.1.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias e política. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s