“Consolai o meu povo” – carta circular por Pe. Luís Miranda, em nome do Grupo Missionário JP II (20-08-2009)

 

 

“Consolai o meu povo”

 

Carta Circular – por Pe. Luís Miranda, em nome do Grupo Missionário João Paulo II. [por e-mail, quinta-feira, 20 de agosto de 2009 13:12:34].

 

 

“Desde o dia 31 de Julho que um grupo de 10 jovens da diocese de Coimbra se encontram em missão no nordeste do Brasil acompanhados pelo Padre Luís Miranda.

A experiência de partilha missionária insere-se na continuidade do projecto do Grupo Missionário João Paulo II da diocese de Coimbra numa colaboração de comunhão e proximidade com o trabalho desenvolvido na cidade de Chapadinha (diocese do Brejo estado do Maranhão – Nordeste Brasileiro) há mais de 30 anos pelos padres missionários da Boa Nova e para onde há 2 anos partiram as Irmãs Criaditas dos pobres, congregação fundada em Coimbra pelo saudoso padre Luís Lopes de Melo.

 

Em Chapadinha permanecem algumas características que já no ano anterior tínhamos encontrado: de dia ou de noite um barulho ensurdecedor, a degradação das famílias com a proliferação de bares e com politicas que em nada preservam a família e os filhos. Ao nível da educação existem muitos colégios mas a formação escolar é bastante deficitária devido a uma preparação pouco rigorosa dos professores. Permanece a corrupção latente e visível dos políticos…neste contexto a Igreja torna-se a única referência moral que aponta caminhos de fidelidade, perseverança, verdade e transparência. Tudo isto implica um trabalho de evangelização nem sempre bem compreendido e muitas vezes perseguido pelas autoridades civis. Mesmo assim, no testemunho que colhemos dos padres Missionários aqui presentes, Pe Neves, Pe Casimiro e Pe Pedro, o evangelho tem de ser proclamado em cada dia com renovado vigor, ousadia e fidelidade e é notório o esforço que fazem para no âmbito da evangelização ajudarem a “cidade dos homens” a ser mais humanizada e humanizadora, mais cristã porque mais humana e mais humana porque cada vez mais cristã.

 

Desde que chegamos a Chapadinha, no dia 31 de Julho, que os padres da Boa Nova, na pessoa do Pároco, Padre Manuel Neves, nos confiou a missão de um trabalho de evangelização de um dos bairros mais populosos da cidade o Bairro da Corrente.

 

Assim os dias que começam com o levantar pelas 6h15 da manhã, depois das tarefas habituais da higiene, pequeno almoço e da oração da manhã, continuam a partir das 8h com visitas a todas as famílias, escolas, lojas, etc do bairro num trabalho de relação humana e de evangelização muito simples mas tremendamente gratificante.

 

Na semana de 09 a 16 viveu-se aqui no Brasil a semana nacional da família. Ao longo da semana foram realizadas no bairro, com grande afluência, as catequeses propostas pela CNBB na sua publicação anual para este acontecimento. Este ano, inspirando-se nos desafios do Documento da CELAM, em Aparecida, a semana e as catequeses tinham como horizonte o tema: “Família, Igreja doméstica, caminho para o discipulado”. Foi um momento muito intenso de partilha e celebração da fé, de evangelização das famílias. No domingo houve na cidade, logo pela manhã, uma marcha pela família. Foi um momento em que pelas ruas se ouviram alguns slogans, textos, meditações e testemunhos a favor da família. A marcha conclui com a celebração da eucaristia na igreja Matriz.

 

No dia 15 de Agosto o grupo viveu um momento muito especial, foi possível contactar com o nosso Bispo que nesse dia celebrava 50 anos de ordenação sacerdotal. Foi motivo de júbilo e de oração neste ano sacerdotal e também sinal de grande alegria saber que a missão continua muito viva e presença não só no empenho que o nosso Bispo sempre lhe vai dedicando mas também na oração com que nos acompanha.

 

A comunidade do Bairro da Corrente está a preparar-se para viver no próximo sábado, dia 22, uma noite muito especial, inserido na novena dos festejos de São Raimundo Nonato, logo na primeira noite vai realizar-se a celebração de acolhimento a uma imagem de Nossa Senhora de Fátima que foi levada pelo grupo Missionário e que nessa noite, depois de uma procissão de velas por todo o bairro, vai ser entregue à comunidade.

Há um grande empenho para que esta celebração constitua um momento de grande fé, silêncio, oração e conversão. A comunidade, desde as crianças aos idosos, está a movimentar-se e a preparar-se para que “por Maria se chegue mais perto de Jesus”.

 

Entretanto nesta semana começaram também as visitas porta a porta no bairro do Campo velho que no final do mês terá uma celebração de acolhimento a uma imagem de S. Pedro, oferecida também à comunidade, celebração essa que será preparada com algumas catequeses sobre os Apóstolos, a figura de Pedro e do Sucessor de Pedro.

 

A missão decorre com serenidade e alegria. O trabalho de relação e proximidade com o povo de Deus é essencialmente uma resposta ao convite de Deus “consolai, consolai o meu povo”.

 

Os Padres Missionários da Boa Nova que aqui se encontram têm sido para o grupo, e para esta comunidade, um testemunho de extrema dedicação, fidelidade, trabalho e alegria, um sinal de esperança e de consolação evangélica, um rosto da certeza de que “a Boa Noticia do evangelho chegou e está no meio deste Povo”.

 

Durante este tempo têm decorrido alguns trabalhos que são também sinal da missão:

As aulas de música com vista à preparação de um grupo coral e no qual participam cerca de 90 crianças que se inscreveram. As aulas de viola, órgão e flauta que começaram esta semana. Também nesta semana começaram as aulas de formação de cântico litúrgico com os salmistas das diversas comunidades e coro da matriz.

Do grupo fazem parte também duas estudantes de enfermagem que têm colaborado no hospital e que estão a organizar umas jornadas de saúde que vão durar dois dias sobre a Humanização dos cuidados.

 

Ao seu jeito simples e evangélico cada um vai colaborando com os seus dons para que a missão que realizamos possa ser rosto de Cristo e da Igreja Diocesana de Coimbra que nos enviou.

Foi a alegria do evangelho que nos trouxe, é ela que nos tem animado…no pouco que vamos fazendo desejamos muito que ela passe…guia-nos uma certeza: Ele está no meio de nós, está em cada rosto, podemos tocá-lO e falar com Ele nos dramas humanos com que diariamente nos cruzamos.

Agradecemos a todos os que na retaguarda nos acompanham com a oração, de um modo muito particular às comunidades cristãs da diocese de Coimbra, aos padres do presbitério de Coimbra, aos cristãos leigos que partilharam dos seus bens com esta comunidade, bem como um agradecimento ás comunidades religiosas e consagradas.

Que a Paz da cruz faça saborear a todos as alegrias da ressurreição”.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Organizações. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s