Nota Paroquial Sobre o Conselho Municipal de Saúde de Chapadinha (16-08-09)

 

 

 

Nota Paroquial sobre o Conselho Municipal de Saúde

de Chapadinha (16-08-09) (*)

 

 

“A Paróquia e as outras igrejas são entidades que têm representação no Conselho de Saúde Municipal. E é seu dever não se preocuparem só com nomear representantes. Devem interessar-se por tudo que se lá passa. Nesse sentido, o Conselho Paroquial e a equipe sacerdotal se vêm interessando com o que se vem passando no Conselho. As contas do ano passado foram reprovadas e agora estamos todos a assistir a manobras, parecendo nada limpas, para ganhar tempo e inutilizar a votação feita. Segundo consulta feita e análise dos Estatutos do Conselho, a reunião em que se efetuou a votação tinha o quorum exigido. Pela práxis jurídica, se não tem o contrário exarado em lei explícita, a metade mais um, exigida para o resultado, é dos presentes que votaram e não dos votantes em geral. As sucessivas reuniões, que se não têm realizado pela ausência dos membros da parte do Governo, só pretendem ganhar tempo. A situação preocupa a sociedade civil e as entidades representadas no Conselho e, a continuar por mais tempo, coloca em dúvida a legitimidade dos responsáveis da Saúde a nível Municipal”.

 

 

(*) FONTE: in Vida Nova – Boletim Formativo e Informativo da Paróquia de Nª. Sª. das Dores – Chapadinha // DIRETOR – Manuel Neves // DIRETOR-Adjunto – Pedro José; N°31 – 16/08/2009, p.3.

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias e política. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s