Democracia não seja só palavra bonita!

 
 
Democracia não seja só palavra bonita!(*)

 

 

 

“Democracia quer dizer: governo do povo. Não é apenas o exercício do voto. Nem se pode resumir à campanha eleitoral. Campanha eleitoral e votação não esgotam a democracia. Mas, entre nós, nem isso é bem feito. O gás democrático existente ainda não consegue mobilizar a sociedade para a responsabilidade cívica. Fica na cultura do "deixa pra lá!", "dou o voto a quem me pagar!". Campanha é feira. A furiosa astúcia de alguns candidatos irresponsáveis negocia o preço de muitos votos. E há muita gente que é feirante, gosta do negócio de vender votos. Nas praças fazem-se comícios, mas, depois pelas portas, provoca-se encontros e aí a oferta de dinheiro, materiais de construção, eletro domésticos, favores, jeitinhos… rola livremente. Os cofres do Estado, os dinheiros da Prefeitura… são jogados ao povo como milho às galinhas. É uma vergonha, uma calamidade! Entre nós a corrupção é grande. O povo exige e aceita. Os candidatos prometem, arranjam e dão. Predomina o egoísmo, reinam os interesses individuais. Negócio sujo e imoral! Manobras mesquinhas e nojentas! E, depois de satisfeita a sua vontade, muitos eleitores desinteressam-se. Deixam tudo aos políticos profissionais que não se comprometem senão em reaver o distribuído. Aí o desinteresse perante as exigências do bem comum, a passividade face ao desenvolvimento, o desvio de verbas públicas, a preocupação com arranjar faturas falsas, a invenção de empresas fantasmas e periódicas, a compra de vereadores para, com a maioria na Câmara, ter a certeza das contas aprovadas que o Tribunal de Contas certamente vai rejeitar. O povo olha para tudo isto e pergunta: "mas para onde vai o dinheiro que está chegando?" Claro que há explicações, arranjos, desculpas… mas a visão da realidade é mais forte que a pretensão de tantas lucubrações falsas. E quem recebeu dinheiro agora cala-se, fecha-se em si, guarda todo o segredo e também pergunta: onde está o dinheiro!(Devia haver alguém que lhe dissesse: ficou no seu bolso!) A um povo corrupto correspondem candidatos corruptos. A candidatos corruptos corresponde um povo corrupto. Não há escrúpulos, não há vergonha, não existe moral nem pudor nestas miseráveis manobras! Rouba o povo e roubam os profissionais. Acha que esta não é a verdade? – Então me expliquem o que se está por aí passando! Podem encher rádios de auto-elogios, podem publicar jornais prestigiadores… mas o que se vê é outra coisa… e o cheiro a corrupção começa a feder demais. Insuportável! Incrível demais! Democracia é compromisso do povo num governo participativo que promove o bem comum, não marginaliza ninguém e não se alimenta da mentira nem da opacidade administrativa”.

 

 

(*) FONTE: in Vida Nova – Boletim Formativo e Informativo das Paróquias de Chapadinha e Mata Roma // DIRETOR – Manuel Neves // DIRETOR-Adjunto – Pedro José; N°20 – 24/05/2009, p.4.

 

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias e política. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s