Denúncia ao Ministério Público da Perfeitura de Mata Roma: 11-03-2009.

 
 
(Recebido: 13-03-2009: Maria do S.Ferreira de Almeida –
 Secret. 2ªPromotoria – Mat.1067313)
 
 

Paróquia S. Francisco – MATA ROMA – MA

 

À Promotoria do Ministério Público

Mata Roma –Ma

Ofício nº 002 – Ad. 2009

                                                                                                Ex.mo Senhor

                                                                                                Promotor do Ministério Público

 

Faço votos de bom trabalho.

Venho por este meio fazer uma nova denúncia.

A comunidade Paroquial de S. Francisco de Mata Roma, na sua organização ordinária, oferece todas as quartas-feiras do ano, missa comunitária na Igreja Matriz, pelas 20h00. Nesta última quarta-feira, dia 11 de Março de 2009, o Município de Mata Roma, tinha previsto várias festividades em comemoração do 47º aniversário de emancipação política. As iniciativas da Prefeitura Municipal, para as comemorações do dia da cidade, impediram o funcionamento normal das atividades paroquiais.

Procedemos à descrição, resumida, dos fatos que merecem denúncia, repúdio e as penalizações previstas na Lei. A partir das 19h00, de todas as quartas-feiras, com amplo conhecimento público, a paróquia dinamiza um tempo de sensibilização e preparação da Eucaristia, através de cânticos, oração do terço e silêncio. Nesta última quarta-feira, tal não foi possível devido a um ambiente de zoada, com testes de som e afins, para atuação de banda de forró, previstas pela administração atual da Prefeitura. A missa iniciou-se e decorreu com a falta de ambiente sonoro mínimo. Fui importunado durante toda a homilia. Nessa altura a Irmã Márcia dos Santos, teve de abandonar a celebração e dirigir-se ao plantão da Delegacia, para tentar juntos dos policiais que a zoada fosse suspensa. Tal atitude não teve êxito. Terminamos a ação de graças, passando pouco das 19h45 (tivemos que abreviar a celebração!?!?), e no fim da missa, depois das informações paroquiais, fiz a provocação á assembléia presente, perguntado quem estava disposto assinar uma carta de denúncia por esta falta de respeito pela paróquia e suas atividades (a Paróquia tinha anunciado no domingo anterior, dia 8 de Março, Missa de Ação de Graças, pelos 47 anos do Município, e tal programação foi ignorada e desrespeitada publicamente).

Seguem em folha anexa as assinaturas de mais de duas dezenas de pessoas que presenciaram os fatos acima descritos e pedem as devidas providências do Ministério Público. Mais testemunhas não assinam por medo, de represálias da administração política, ou por descrédito diante das Instituições Públicas, que alimentam a realidade da impunidade perante os atentados à Segurança Pública. Pedimos a reversão desta mentalidade cultural e cívica. Este tipo de acontecimentos já se tornaram comuns, no nosso meio, por essa razão solicitamos, mais uma vez, a intervenção do Ministério Público, pois ela reveste a maior urgência e importância para a defesa e preservação dos nossos Direitos e Cidadania.

 

Sem mais outro assunto de momento, me subscrevo respeitosamente,

pedindo para que se tomem as devidas medidas.

Ao seu dispor para qualquer assunto ou posterior esclarecimento.

Votos de bom trabalho.

 

Mata Roma, 13 de Março de 2009

                                                ———————————————–

Ad. Paroquial – S. Francisco Paróquia de Mata Roma

(Pe. Pedro José Lopes Correia)

 

 

 

 

(N.B.) Folha de Assinaturas – ANEXA, de carta dirigida pela Paróquia de S. Francisco (cfr. Ofício nº 002 – Ad. 2009 – 13 de Março 2009) ao Ministério Publico, sobre o ambiente de Zoada, que prejudicou o funcionamento normal da Paróquia, no dia 11 de Março/09, devido ás atividades festivas organizadas pela Prefeitura do Municipal de Mata Roma.

 

Os (as) Signatários(as):

 

1 – Márcia dos Santos

2 – Francinildes Garreto Silva

3 – Maria Ivanildes Araújo Lopes

4 – Otelino Barbosa Guimarães

5 – Francisca Celeste Vasconceles

6 – José Alves Vieira

7 – Teresinha de J.S. Araújo

8 – Girlany Araújo Rodrigues

9 – George Albert de Sousa Monteles

10 – Domingos dos Santos Araújo

11 – Maria Garreto Vasconceles

12 – Maria Santos Silva

13 – Maria Pereira da Silva Lima

14 – Erinaldo Pereira da Silva

15 – Manoel Nascimento de Amorim

16 – Renato Alves Garreto

17 – (ilegível)

18 – Tatianna Araújo Rodrigues

19 – Tássia Regina de Oliveira Lima

20 – Andressa Ferreira do Nascimento Lima

21 – Bernarda do Nascimento Monteles

22 – Vânia Maria Rodrigues Marques

23 – Isamara dos Santos Silva

24 – Prudência Maria Valada Ferreira

25 – Pedro José Lopes Correia

 

 

Ofício nº 002 – Ad. 2009 e Assinaturas: Promotoria Pública, Chapadinha, 13-03-2009.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Organizações. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s