o poder de perdoar(-se): Mc 2,1-12

 

 

o poder de perdoar(-se)

 

[Comentário: VII Dom do Tempo Comum .

 Ano – B: 22-02-2009]

 

Ler: Mc 2,1-12

 

 

[1.]  O poder de perdoar. Jesus diz que é um “poder”. Encontramo-nos na contra-mão, daquilo que nós estamos dispostos a aceitar da parte de Deus. Nós lidamos mal com o Poder e suas formas. O Poder bom faz o Bem. Mas há poder que seja bom? Ironizar até “desvitalizar” a Alma. Esta será a Cruz pós-moderna? Na negação de todos os poderes nascerá o vazio intolerável do sem-Poder-do-Absurdo.

Senhor Deus dos fracos e dos imperdoáveis: só o teu poder é necessário! Só a Fome e Deus são absolutos. Não será a fome de perdão? A luz da Justiça. Não será o Deus do perdão? Rosto humano em Jesus intemporal. Onde estiveres, abraça-nos e beija-nos, com o teu poder de perdoar! Não tardes porque estamos carentes em tudo!

 

 

 

[2.] Vamos fazer um check-up breve á nossa capacidade de dar o perdão e/ou perdoar-se? Façamos o check-up do perdão. Será proveitosa uma análise sem auto-engano. Façamo-la sem o uso da nossa razão utilitarista ou instrumental. O perdão não está aí; estará talvez na razão simbólica ou espiritual. Se é que de razão ou razões podemos discorrer. Esta reserva não invalida o “método científico-estatístico”.

O seguinte questionário pretende conhecer algumas atitudes das pessoas quanto ao perdão. Responda sinceramente a todas as perguntas, conforme aquilo que verdadeiramente sente e não como gostaria de ser. Todas as respostas são boas, desde que sinceras.

Faça um círculo em volta do número que melhor corresponda à sua situação, conforme este significado: 1 = totalmente em desacordo (absolutamente não); 2 = bastante em desacordo (não); 3 = nem de acordo nem desacordo (mais ou menos); 4 = bastante de acordo (sim); 5 = totalmente de acordo (absolutamente sim).

 

 

1. Perdôo facilmente………………………………. 1  2  3  4  5

2. Perdôo mesmo a quem muito me ofendeu…. 1  2  3  4  5

3. Às vezes sou capaz de me vingar …………… 1  2  3  4  5

4. As minhas convicções levam-me a perdoar…. 1  2  3  4  5

5. Tanto perdôo a pessoas amigas como a pessoas desconhecidas…. 1  2  3  4  5

6. Por vezes aplico a “lei de Talião” (“olho por olho, dente por dente”)…. 1  2  3  4  5

7. Perdôo mesmo se não me vierem pedir perdão…. 1  2  3  4  5

8. Perdôo mesmo que as conseqüências do mal que me fizeram ainda perdurem …. 1  2  3  4  5

9. Só perdôo se algum amigo vier interceder pelo ofensor…. 1  2  3  4  5

10. Perdôo tanto a quem me ofendeu involuntariamente como a

quem me ofendeu por querer…. 1 2 3 4 5

11. Esqueço facilmente ofensas…………………1  2  3  4  5

12. Por vezes ganho rancor a quem me ofendeu…. 1  2  3  4  5

 

(Resultado avaliativo-indicativo: Máximo de perdoabilidade: 60; mínimo 12); (os itens 3, 6, 9, 12 devem ser invertidos)

 

 

 [3.]  O meu resultado não me foi muito favorável. Tenho de aprender a perdoar cada vez mais e melhor. O perdonum é a radicalidade assumida no cristianismo.

Como perdoar? Perdoar com reticências ou com muitas condições no fundo não é perdoar. Encontrar mais sentido à Vida e Liberdade Interior.  Porquê perdoar? Só no perdão saímos do círculo de morte: ofensor-ofensa-ofendido. Não haverá muitas razões para perdoar, mas há que acreditar numa razão para viver melhor! Perdoar é o sentido da responsabilidade criadora!

 

FONTES de consulta:

BARROS OLIVEIRA, José H., Psicologia Positiva, Edições Asa, Porto, 2004, p.140.

Autor: Pedro José, Chapadinha, 20-02-2009. Caracteres (espaço incluídos): 3187.

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Espiritualidade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s