Feliz dia das Mães – por Luiz Caversan

 

 

 

Mãe é mãe.

 

Mãe diz que é pra gente se cuidar.

Mãe diz que a gente come pouco.

Mãe diz que a gente come demais.

Mãe briga que a gente dorme mal.

Mãe dorme mal.

Mãe é linda.

Mãe é carinhosa.

Mãe enche muito.

Mãe é carente.

Mãe é exigente.

Mãe faz a gente sentir culpa.

Mãe sente culpa.

Mãe fica doente pela gente.

Mãe é capaz de matar ou morrer.

Mãe pode tudo.

Mãe não quer nada.

Mãe quer muito.

Mãe gosta de qualquer coisa.

Mãe não gosta de nada.

Mãe não reclama.

Mãe resmunga o tempo todo.

Tem mãe que é cega.

Mãe faz comidinha.

Mãe cozinha mal.

Mãe odeia cozinhar.

Mãe erra no sal.

Mãe não gosta de ouvir reclamação.

Mãe tem paciência de Jó.

Mãe perde a paciência.

Mãe bate.

Mas mãe apanha da vida o que for preciso

para proteger a gente.

Mãe faz muita falta.

Mãe não deveria morrer.

Como princípio da vida, mãe é, apesar de santa,

o paradoxo do bem e do mal que existe em todos nós.

Mãe é bacana.

Mãe é chata.

Mãe é alegre.

Mãe é triste.

Mãe não desiste,

Mãe é mãe, só muda de endereço…

 

AUTOR: Luiz Caversan, 52,

é jornalista, produtor cultural.

FONTE:http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/luizcaversan/ult513u383330.shtml,

escrito em 07/05/2005, acesso : 10-11-08.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Mensagem. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s