A Vida depois de

 
 

A Vida depois de

 

1. A vida depois da experiência da Morte. A vida depois da entrega do Corpo. A vida depois do Sofrimento. A vida sempre depois de. É a vida depois que a nossa lei interior se descobre na Generosidade.

 

2. Poucas são as pessoas generosas o suficente para que a partilha não seja imposição ou obrigação. Generosidade é dom. Há, em primeiro, pessoas carentes, basta observar. Pelo meio termo há uma enorme diversidade, que vai desde pessoas superiores, desperdiçadas por um espírito de cruzada inútil. Encontramos, também, pessoas tipo “cebola”, aquém e além de todas as possibilidades gastronómicas. Mesmo pessoas com a figura do pai (muito mais raro a mãe), (in)completamente desfigurada, no consciente e no sub-consciente. Até há, por último, pessoas a quem a Vida e a História, não permitiram a experiência da Generosidade. O sol queimou-lhes a alma generosa antes do tempo. Há queimaduras de primeiro, segundo e terceiro grau. Assim vamos todos (as) tentando sobreviver, com ou sem, Generosidade.

 

3. A vida depois da celebração, por exemplo, dos 15, 43 ou 69 anos, só depois de sermos, inocentemente generosos, repetiremos sempre os mesmos aniversários. Toma-se a igualdade como refrão. A Generosidade é a descoberta que sendo iguais, somos inteiramente diferentes e para nosso próprio bem. Com a Generosidade dos anos a passar, deveríamos adquirir a sabedoria da própria Generosidade. Tal pode não suceder pela insegurança, repetição da experiência de infantilização agravada.

 

4. A vida torna-se diferente depois se sermos tocados pela Generosidade. Duas das maiores doenças do nosso tempo são: a Indiferença e a Intolerância. A Indiferença, qual leveza insustentável da hipocrisia; é a distância em relação ao poder. A Intolerância, qual fardo incómodo do medo; é a obsessão em relação ao poder. Só a aprendizagem da Generosidade, sem revolta nem revolução, faz voltar o Poder como Serviço. O generoso faz do exercício do poder um serviço. Com a Generosidade a co-responsabilidade é inegável, mas pode ser impossível. Declaramos à priori: os generosos não se alimentam da Comunhão; mas de quem faz acontecer a Comunhão.

 

5. A vida depois do Silêncio e da Solidão, é algo que pede esclarecimento. A Generosidade exige poucas explicações. A vida aí no silêncio solitário, na solidão silenciosa, fica brancura e polidez, cores da morte, própria dos mortos. Os generosos passam a ser respeitados; mas não são seguidos. A Generosidade que me interessa corresponde à certeza de recusar estar “morto em vida”. Morrer lentamente não é vida. A vida depois de sermos fustigados e macerados pela Ironia: é pura Generosidade. Só nos resta a Generosidade como um quebra-cabeças.

 

6. A penitência, que se faz quaresma, em qualquer tempo comum, aprimora a excelência da Generosidade. Ninguém caminha conscientemente para este horizonte se não ama a Liberdade do Eu: não-aceito-assim-como-está. O verdadeiro juízo de Deus não teve lugar na noite de sexta-feira, mas sim na manhã de domingo. Só me resta a Generosidade da Páscoa. E não é pouco, é demais! A Generosidade é Excessiva!

 

7. A Generosidade que chega até nós depois dessa experiência pascal, não vai mais embora. A vida depois de mim mesmo é angústia (tempo que não passa) e ansiedade (tempo que não chega). A vida depois da passagem de Deus: é Generosidade, isto é, tempo que nos ultrapassa: sementes e reflexos de Eternidade. Desta certeza nasce a minha fé pascal que é resistência que deposita, a confiança (bem mais fácil) e a segurança (bem mais difícil), noutra realidade que não o Mistério feito Ressurreição da Carne em Jesus: Sumamente Generoso!

 

Autor: Pedro José, Chapadinha, 03-03-08.

Segunda versão: 07-03-08.

Caracteres (incl. espaços): 3600.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Espiritualidade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s