Entrevista real e imaginária

 

Entrevista real e imaginária…

 

Tenho reservas para com as entrevistas… mas quando o jornalista é bom, eu aceito o DESAFIO… Até porque toda a entrevista bem feita ajuda a “ruminar" a vida para o bem e para o mal…

 

– [Amigo Jornalista Transcendental] Oi Pedro, pergunto: como viveu o povo a viagem do Papa ao Brasil?

– [Entrevistado, Pedro José] O Povo viveu com fé, euforia e curiosidade, despertada e aumentada, pela mídia (tv, rádio, jornais…). E eu vivi com fé, sem euforia e sem curiosidade…(abro parênteses, a "sentença" sobre o teólogo, Jon Sobrino, deixou-me fora de órbita, já escrevi até sobre isso numa tentativa de blog que tenho na net…). Porquê essa diferença? Mantive o meu lado institucional sobre domínio…, pois não podia privar o Povo de uma riqueza, que é uma "viagem apostólica" (ver o livros dos Atos, como modelo…), falei nas homilias no papado (mais ao jeito de Paulo, do que Pedro…). Aproveitei a "onda" porque é preciso levantar a auto-estima da fé, em níveis controláveis…

 

– [Amigo Jornalista Transcendental] Teve reflexos aí no Maranhão, tão longe de S. Paulo?

 

– [Entrevistado, Pedro José] A nossa diocese não brilha por uma organização eficiente e por isso não sei de nenhuma representação de padres ou jovens, nas diversas iniciativas do programa. Tudo na era global tem «impacto» mediático e isso foi motivo de conversa de rua… Vi o Dr. José Sarney – politico "polémico" no estado do Maranhão – cumprimentar a mão do Papa e fiz os meus comentários "apimentados" (ponto final). Ele é um chefe de estado (!? risos…), dum estado que ele não é o Big-chefe…bem. Mais reflexos… escolho um que acho exemplar, na nossa lojinha paroquial, que vende terços, catecismos, livros… já pediram imagens de Frei Galvão, o novo santo genuinamente brasileiro… é o inicio e o fim de muitas conversas pastorais que podes imaginar!

 

– [Amigo Jornalista Transcendental] Que importância teve para a Igreja Brasileira? Esperança? Combate às seitas? Reforço do catolicismo?

 

– [Entrevistado, Pedro José] O diagnóstico antes da visita do Papa sobre esses assuntos há muito tempo está feito pela Igreja Brasileira e por outros intelectuais estudiosos, bem queridos e mal queridos…Li a maioria dos escritos do L.Boff, na net e concordo com tudo na substância… continua a escrever com 50 anos de avanço…tudo o que estava dito, mas a palavra do Papa faz "terramotos e ressuscita os desocupados…". Houve polémicas, porque o papa falou sobre a decisão política e a questão do Aborto, contra o ministro da Saúde, que reduz a questão ao domínio da saúde sanitária (e todas as mentes que pensam com racionalidade sabem que é uma questão de fundamentos da VIDA… e sua defesa o que está em causa…); o padre Marcelo Rossi, não foi recebido em audiência particular, e parece que tinha manifestado interesse nisso… pequena polémica que ele, Marcelo, não ampliou…

Foi óptimo ver o Papa sorrir, só por isso sugiro que ele passe as suas férias cada ano, 15 dias aqui no Brasil…, uma estadia em regime económico, uma vez que esta visita foi orçamentada em US $1,2 milhão de dólares… (mais risos…) Vai fazer bem à Igreja e ao próprio Papa, mas que ele não leve a sério este conselho tonto, mas teria/tinha matéria suficiente para escrever uma encíclica sobre os pobres, a partir dos pobres mesmos!!!

 

AUTOR: Pedro José, Chapadinha, 17-05-2007.

Caracteres (espaço incluídos): 3295

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Entrevista. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s